A General Motors do Brasil inaugurou na semana passada o MASC, Centro Logístico de Recebimento e Sequenciamento de Materiais Produtivos. A inauguração integra as comemorações dos 90 anos de atividades da montadora no País e coincide com o início da execução do maior plano de investimento anunciado pela empresa no Brasil para um quinquênio: R$ 6,5 bilhões.

Localizado dentro do complexo industrial da empresa em São Caetano do Sul, o MASC irá abrigar componentes para abastecimento da linha de montagem local, que produz cinco dos onze modelos nacionais da marca, entre eles o Cruze, o Cobalt e o Spin. O novo prédio ocupa área de 30 mil m² e tem cerca de 11 m de altura. Movimentará diariamente cerca de 1,4 milhão de componentes, entre peças de acabamento, de tapeçaria e mecânicas – o dobro da capacidade de estocagem em relação ao anterior. “Gerenciar o inventário de peças e suprir de maneira ininterrupta a linha é um dos processos-chave na fabricação de um automóvel e reflete diretamente nos seus custos”, diz Santiago Chamorro, presidente da GM do Brasil.

Atualmente a companhia tem três Complexos Industriais que produzem veículos em São Caetano do Sul e em São José dos Campos, ambos em São Paulo, além de Gravataí (RS). Conta ainda com unidades em Joinville (produção de motores e cabeçotes de alumínio), Mogi das Cruzes (produção de componentes estampados), Sorocaba (Centro Logístico Chevrolet) e Indaiatuba (Campo de Provas), todas em SP, além de um Centro Tecnológico, em São Caetano do Sul (SP), com capacidade para desenvolvimento completo de novos veículos. A subsidiária brasileira é um dos cinco centros mundiais na criação e desenvolvimento de veículos.

Fonte: Usinagem Brasil.
Feira Mac&Tools 2015. O maior evento do setor Centro-Oeste. Saiba mais em contato@markmesse.com.br ou 41-3521-6226.